Pular para conteúdo

Notícias

12 dezembro 2019

Espetáculo - Fashion Fake: A quase roupa do Rei


Convite aos Parceiros

O Movimento de Emaús, entidade não governamental, sem fins lucrativos que há 49 anos luta pela garantia dos direitos de crianças e adolescentes na Amazônia. Convida a todos para a programação anual de encerramento das atividades, com a apresentação do Espetáculo “Fashion Fake: A quase roupa do Rei”, um mergulho no universo criativo e reflexivo das crianças e adolescentes da Republica de Emaús, O Espetáculo é o resultado das atividades realizadas pelo Projeto Comunidade Ativa na Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes, financiado pelo Criança Esperança (Rede Globo e Unesco) em 2019.

O projeto tem como objetivo desenvolver ações de inclusão e promoção da cidadania, e enfrentamento da violência institucionalizada, para crianças, adolescente e jovens na faixa etária de 8 a 21 anos, além de melhoria nas condições sociais desse público no Bengui, em Belém. Por meio da educação popular e arte educação, entendendo que a arte agrega, liberta e respeita a diversidade, garante o desenvolvimento integral e estimula a consciência crítica das crianças e adolescentes, que aprendem a se expressar utilizando a arte.

O Movimento de Emaús conta como principais parceiros para desenvolvimento das atividades, a Universidade Federal do Pará através da Escola de Teatro e Dança da UFPA, e da Fundação Carlos Gomes através do projeto Música e Cidadania.

Fashion Fake – a roupa quase nova do rei.

Um rei vaidoso mais preocupado com seu umbigo que com os problemas vividos pelo povo. Fashion Fake - a roupa quase nova do rei é uma livre adaptação do conto de Hans Christian Andersen, onde a sátira é utilizada para desnudar e revelar a realidade que se vive. E o povo, mesmo vivendo as duras penas num presente obscuro, segue em frente com quem vai no mesmo rumo onde o amor é verbo a ser conjugado por todos posto que este sempre vence.

 

Ficha Técnica:
Dramaturgia: Leonel Ferreira.
Músicos: Wendel Raio e Diego Vattos.
Cenografia , Adereços e Ilustração: Cleber Cajun.
Designer Gráfico: Carol Abreu
Ass. Cenografia: Wagner Roberto.
Direção Teatro Infantil: Antônio Marco.
Direção Teatro Juvenil: Leonel Ferreira.
Dramaturgia Teatro do Oprimido e Direção Teatro Juvenil Manhã: Matheus Amorim
Confecção de figurinos: Silvia Souza.
Produção executiva: Lúcia Barreira e Antônio Marcos.
Coordenação Geral: Antônio Marcos.
Dia 13/12- Teatro Gasômetro (Parque da Residência), 10h.
Dia 14/12- Sede do Movimento República de Emaús (Bengui), 9h.

 



  • Banco do Brasil
  • Caixa
  • CDP
  • ICCO
  • Prodepa
  • cosanpa
  • Celpa